top of page

A arte de escutar: como entender as palavras e emoções



Você escuta seus clientes, colaboradores, mentores, amigos ou familiares?


A arte de escutar é uma habilidade que pode ser desenvolvida, e que pode ter um impacto profundo em nossas vidas pessoais e profissionais.


Escutar não é apenas ouvir as palavras que são ditas, mas sim entender o significado por trás delas e as emoções que estão por trás do que está sendo dito. Quando alguém fala conosco e nós simplesmente repetimos o que eles dizem, estamos apenas ouvindo as palavras e não entendendo o que está sendo dito. A verdadeira arte de escutar é criar um ambiente no qual a outra pessoa se sinta ouvida. E isso é algo que pode ser aprendido.

A importância de ouvir e entender

  1. Ouvir e entender para criar conexão

  2. Escutar é fundamental em todas as áreas da vida

  3. A falta de habilidade para escutar causa problemas


Ouvir e entender o que outra pessoa está dizendo é fundamental para criar uma conexão entre as pessoas. Quando a outra pessoa se sente ouvida, vista e compreendida, ela se sente mais conectada e disposta a criar uma relação mais profunda.


Essa habilidade é fundamental em todas as áreas da vida, seja na vida pessoal, profissional ou em questões políticas e sociais. Quando não temos habilidade para ouvir e entender o outro, muitos problemas podem surgir, como conflitos, mal-entendidos, erros de comunicação e até mesmo violência.


Como desenvolver a habilidade de escutar

  1. Substituir a tendência de julgar pela curiosidade

  2. Criar um espaço seguro para que a pessoa possa se expressar

  3. Não interromper a outra pessoa

  4. Escutar com atenção plena

  5. Fazer perguntas abertas


Aprender a escutar é um conjunto de habilidades práticas que podem ser desenvolvidas.


Um exemplo disso é substituir a tendência de julgar os outros pela curiosidade em entender sua perspectiva. Criar um espaço seguro para que a pessoa possa se expressar é outra forma importante de se escutar. Mesmo que não concordemos com o que está sendo dito, precisamos ouvir tudo o que a outra pessoa tem a dizer sem interrompê-la. Escutar com atenção plena, estar presente no momento, e fazer perguntas abertas, que estimulam a outra pessoa a falar mais, são outras habilidades importantes para se desenvolver a arte de escutar.


A importância da arte de escutar em nossas vidas

  1. Escutar ajuda a criar confiança

  2. Escutar ajuda a encontrar terreno comum

  3. Escutar pode ser a chave para a transformação


A arte de escutar é uma habilidade valiosa em todas as áreas da vida, seja no mundo dos negócios ou na política. É a chave para criar confiança e encontrar terreno comum entre duas partes. Em um mundo onde as pessoas estão mais preocupadas em serem ouvidas do que em escutar, o simples ato de escutar pode ser a diferença que faz toda a diferença.


Além disso, a arte de escutar não se limita apenas a conversas pessoais. Ela também é fundamental no mundo dos negócios, onde pode ser a diferença entre fechar um acordo ou não. Quando nos dispomos a ouvir e compreender as necessidades e desejos de nossos clientes, podemos oferecer soluções que realmente atendam às suas necessidades, criando uma relação de confiança e fidelidade.


E não para por aí, a habilidade de escutar também é crucial na política e nas relações internacionais. Quando somos capazes de entender a perspectiva e as necessidades do outro, podemos encontrar terreno comum e soluções pacíficas para os conflitos, em vez de continuar a lutar por posições extremas.


Um exemplo disso é o documentário "White Right: Meeting the Enemy", de Deeyah Khan, que ilustra perfeitamente como a arte de escutar pode ser transformadora. Khan, uma mulher muçulmana que vive no Reino Unido, foi perseguida por supremacistas brancos a ponto de sua vida estar em risco.


Em vez de responder com ódio, ela decidiu ir ao encontro desses indivíduos e escutá-los. Ela lhes deu um espaço seguro para se expressarem, o que acabou levando a uma mudança de perspectiva em alguns deles.


Em resumo, a arte de escutar é fundamental para a compreensão mútua e o respeito. É uma habilidade que pode ser aprendida e desenvolvida, e que tem o potencial de mudar relacionamentos e, talvez, até mesmo o mundo. Quando nos esforçamos para compreender o outro, estamos construindo pontes em vez de muros, criando um mundo mais empático, solidário e pacífico. Vamos começar a praticar a arte de escutar hoje mesmo!


Pense comigo...


1. Por que é importante aprender a arte de escutar?

  • A arte de escutar é fundamental para a compreensão mútua e o respeito. Ela nos permite entender o significado por trás das palavras e emoções, e criar um ambiente onde a outra pessoa se sinta ouvida e compreendida. Isso pode mudar relacionamentos e até mesmo o mundo.

2. Como posso substituir o julgamento pela curiosidade na hora de escutar?

  • É difícil substituir o julgamento pela curiosidade, mas é preciso ser curioso para entender o ponto de vista do outro. Faça perguntas abertas, como "o que você quer dizer com isso?" ou "como você se sente em relação a isso?" em vez de julgar ou criticar.

3. Como posso criar um espaço seguro para a outra pessoa falar?

  • É importante dar a oportunidade para a outra pessoa falar sem julgamentos. Em vez de defender ou litigar, tente perguntar "fala mais", "me diga mais", "o que mais?", e deixe a outra pessoa falar.

4. Como a arte de escutar pode ser útil no mundo dos negócios?

  • A habilidade de escutar é crucial no mundo dos negócios, onde pode ser a diferença entre fechar um acordo ou não. Quando nos dispomos a ouvir e compreender as necessidades e desejos de nossos clientes, podemos oferecer soluções.


 

A arte de escutar é uma habilidade que pode ser desenvolvida, e que pode ter um impacto profundo em nossas vidas pessoais e profissionais. se conectar com as pessoas e compreender suas perspectivas e necessidades.


Infelizmente, muitas vezes estamos mais preocupados em falar e expressar nossas próprias opiniões do que em realmente ouvir os outros. Isso pode levar a muitos mal-entendidos, e muita falta de empatia.

Lembre-se:

Para desenvolver essa habilidade, é preciso seguir algumas dicas:

  1. Esteja presente: Quando estiver conversando com alguém, deixe de lado todas as distrações e esteja presente na conversa. Isso significa desligar o celular, fechar o computador e prestar atenção somente na conversa.

  2. Preste atenção às emoções: Muitas vezes, o que não é dito é mais importante do que o que é dito. Preste atenção às emoções que a outra pessoa está expressando e tente entendê-las.

  3. Faça perguntas: Para entender melhor o que a outra pessoa está dizendo, faça perguntas. Isso mostrará que você está interessado na conversa e que quer entender melhor o ponto de vista da outra pessoa.

  4. Não julgue: Evite julgar ou criticar as ideias dos outros. Em vez disso, tente entender o ponto de vista da outra pessoa e respeitá-lo.

  5. Procure pontos em comum: Para construir uma conexão mais forte com a outra pessoa, procure pontos em comum. Isso ajudará a estabelecer um vínculo e mostrará que você valoriza a opinião da outra pessoa.


É uma habilidade que requer prática e intenção


Aproveito também, para enfatizar a arte de ouvir como uma habilidade valiosa em todas as áreas da vida. É uma habilidade que requer prática e intenção.


Acredito que a Comunicação Não Violenta (CNV) oferece ensinamentos valiosos sobre como ouvir de forma mais eficaz e compassiva. Isso porque um dos princípios centrais da CNV é a empatia, que envolve se colocar no lugar do outro e tentar entender o que ele está sentindo e precisando.


Quando ouvimos com empatia, estamos mais dispostos a ouvir sem julgar ou interromper, e isso nos ajuda a criar conexões mais profundas e significativas.


Outro aspecto importante da CNV é a separação entre observação e avaliação. Muitas vezes, quando ouvimos alguém falar, tendemos a fazer julgamentos e avaliações rapidamente.


Aprendi a desacelerar meu cérebro, e é isso que precisamos fazer para manter um estado de presença aqui e agora quando estamos com outras pessoas.


Anos de experiência em aconselhamento social também me ensinaram muito sobre ser mais humana, entender melhor sobre negociações e resultados que minimizam ou eliminam conflitos.


Como profissional, ouvir briefings (informações para desenvolver um trabalho) de todos os tipos e variações com clientes tão diversos por mais de uma década também me treinou para discernir os desejos, necessidades e limitações de clientes, fornecedores, equipes e líderes.


Foram anos de prática com Endomarketing - que promove a interação com o colaborador e seu engajamento com os valores e estratégias de negócios da empresa - que contribuíram muito para o meu exercício de escuta ativa.


As ações de endomarketing cumprem os seguintes papéis:


Criando embaixadores da marca
Ações de endomarketing reduzem o índice de rotatividade de colaboradores
Treinamento, ativação e conscientização: por meio de palestras, workshops e outras ações, o endomarketing promove a adoção de comportamentos benéficos para a empresa e para os próprios colaboradores, com foco em segurança, bem-estar e valorização

A Comunicação Interna contribui para:


Conhecimento do ambiente: iniciativas voltadas para melhorias no ambiente de trabalho e nos processos internos
Eliminação de ruído
Sentido de pertencimento: Por meio de uma comunicação que demonstre a importância da função de cada profissional para a empresa, é possível fortalecer o sentimento de pertencimento. E quem investe em um ambiente com essas características, sem dúvida, ganha motivação

Veja como todos esses papéis se complementam para melhor exercitar a escuta ativa.

O envolvimento com outras lideranças em ações e campanhas certamente foi mais uma escola sobre acordos entre partidos, processos decisórios e como se tornar uma ponte para que em um processo decisório as escolhas sejam mais compassivas e entrem no mundo da escuta ativa de todos.


Sem dúvida, em todos os momentos, estamos lidando com essas habilidades: comunicação, negociação, liderança, ensino, e pouco se fala sobre aprender a ter uma escuta ativa, mas recomendo que possamos buscar tais qualidades, e que ela nos abrace no futuro.


A habilidade de ouvir é muitas vezes negligenciada em nosso cotidiano. Muitas vezes nos concentramos em nossas próprias opiniões e ideias, deixando de lado a importância de prestar atenção verdadeiramente ao que os outros estão dizendo.


A comunicação é uma via de mão dupla, e ouvir com empatia é fundamental para entendermos os pontos de vista e necessidades das outras pessoas. Afinal, somos todos seres humanos com nossas próprias experiências e vivências únicas, e é por meio do diálogo honesto e respeitoso que podemos criar conexões significativas.


Separar nossas próprias emoções e julgamentos dos fatos e observações nos permite compreender melhor o que está sendo dito e responder de maneira mais consciente e compassiva.


Ao ouvir com mais atenção e empatia, podemos construir relacionamentos mais fortes e colaborativos. Além disso, quando nos comunicamos de forma clara e respeitosa, estamos contribuindo para um ambiente mais saudável e produtivo.


Portanto, desenvolver a habilidade de ouvir e nos comunicar de forma mais efetiva requer pequenos gestos, como manter contato visual e fazer perguntas abertas. Os resultados a longo prazo podem ser incrivelmente poderosos.


Lembre-se sempre de que cada pessoa tem sua própria história e perspectiva, e ao ouvir com empatia, estamos dando a elas o respeito e a atenção que merecem. Vamos continuar praticando essa habilidade e criando conexões mais profundas e significativas com as pessoas ao nosso redor.

Quando realmente ouvimos os outros, somos capazes de construir relacionamentos mais fortes e colaborar de maneira mais eficaz. Podemos aprender coisas novas e ampliar nossa visão de mundo.



Comments


bottom of page